Auxílio-gasolina de até R$ 300 é rejeitado pelo Senado

A geração do auxílio-gasolina para os motoristas brasileiros foi rejeitada pelo Senado Federalista. O Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, de autoria do senador Eduardo Braga, previa o pagamento de um mercê de até R$ 300.

Leia mais: Conta de luz fica mais barata com devolução de imposto cobrado de forma indevida

A proposta recebeu voto favorável de 37 senadores, enquanto 33 foram contra a medida. Para ser confirmado, ela precisava de 41 apoiadores.

De conciliação com Braga, o objetivo do auxílio era minimizar os efeitos dos aumentos sucessivos nos preços dos combustíveis de forma imediata. “Essa novidade verdade tem prejudicado principalmente os mais pobres e, de forma acentuada, os trabalhadores do setor de transporte de cargas, condutores de pequenas embarcações e do profissional individual privado autônomo”, justifica o senador.

.ads_conteudo_top {
width: 300px;
height: 250px;
}
@media (min-width: 350px) {
.ads_conteudo_top {
width: 100%;
height: 280px;
text-align: center;
margin-bottom: 10px;
}
}
@media (min-width: 500px) {
.ads_conteudo_top {
width: 100%;
height: 280px;
}
}
.ads_conteudo_top22 {
margin-right: 10px;
margin-bottom: 10px;
max-width: 100%;
margin: auto;
height: 336px;
}


//

Se tivesse sido confirmado, o mercê contemplaria brasileiros com rendimento familiar mensal de até três salários mínimos. O valor proposto para o auxílio-gasolina era de:

  • R$ 300 para motoristas autônomos do transporte individual (taxistas e motoristas de aplicativos), condutores ou pilotos de pequenas embarcações com motor de até 16HP e motociclistas de aplicativos.
  • R$ 100 para motoristas detentores de habilitação para conduzir ciclomotor (ACC) ou motos de até 125 cilindradas (A1).

.ads_conteudo_top {
width: 300px;
height: 250px;
}
@media (min-width: 350px) {
.ads_conteudo_top {
width: 100%;
height: 280px;
text-align: center;
margin-bottom: 10px;
}
}
@media (min-width: 500px) {
.ads_conteudo_top {
width: 100%;
height: 280px;
}
}
.ads_conteudo_top22 {
margin-right: 10px;
margin-bottom: 10px;
max-width: 100%;
margin: auto;
height: 336px;
}


//

Teto para o ICMS

Ainda na tentativa de reduzir os preços nas bombas e controlar a inflação, o Senado aprovou o projeto que estabelece um limite de 17% para a alíquota de ICMS sobre combustíveis, força elétrica, transportes e telecomunicações. A medida consta no PLP 18/2022.

O texto inclui o ressarcimento das perdas na arrecadação dos estados e municípios. Ele prevê a cobertura dos prejuízos que excederem 5% da arrecadação do ICMS até 31 de dezembro de 2022, em relação a 2021.

O post Auxílio-gasolina de até R$ 300 é rejeitado pelo Senado apareceu primeiro em Edital Concursos Brasil.